Dificuldade para a segunda ereção - por que isso ocorre?
"Quando eu era jovem, conseguia ter várias relações sexuais numa só noite. Hoje tenho muita dificuldade! Preciso esperar muito tempo para ter uma outra ereção e, às vezes, nem consigo!". Essa queixa é muito comum entre os homens.  Até os 30 anos de idade, 7 a 8% dos indivíduos do sexo masculino apresentam um ritmo escoamento sexual de sete vezes por semana ou mais. Embora não se tenham números exatos disponíveis, é provável que todo homem, principalmente os mais jovens, é capaz de, ocasionalmente, manter relações sexuais duas vezes por noite.

Por outro lado, após a ejaculação, normalmente o pênis perde a ereção e fica flácido por um período variável de indivíduo para indivíduo (no mínimo 30 minutos, em média). Ou seja, para que o corpo do homem volte a responder aos estímulos sexuais da parceira e consiga uma nova ereção, é necessário aguardar esse "tempo de espera", chamado de refratário pelos especialistas. Depois deste tempo, se o homem ainda estiver com desejo sexual e voltar a ser estimulado suficientemente para a excitação, provavelmente, conseguirá uma outra ereção. 

Esse período refratário tende a ser maior para os homens com o passar dos anos. Além da influência da idade, o período refratário também depende do cuidado (por parte do homem e de sua parceira) com algumas questões emocionais. Relaxamento, despreocupação profissional, ausência de estresse e fadiga, ambiente tranqüilo, parceria sexual atraente, cooperativa e disposta são fatores fundamentais a que o coito duas vezes por noite passe a ser algo comum para grande parte dos homens.

Caso algum dos fatores acima esteja faltando ao seu relacionamento sexual, desejando você ou não ter mais de uma relação por noite, converse com sua parceira, procurando identificar o que está acontecendo. Se o problema persistir, procure ajuda de um especialista.

Fonte(s):


•   (1) Pfizer. Capacidade do homem de manter coito duas vezes por noite ou mais. Revista Centaurus - P & R sobre Sexo 2000; 3(1):18.
•   (2) Halpern CT, Campbell B, Agnew CR, Thompson V, Udry JR. Associations between Stress Reactivity and Sexual and Nonsexual Risk Taking in Young Adult Human Males. Hormones and Behavior 2002; 42(4): 387-398.
•   (3) Catanzaro MF. What in means to be a man: aging and anxiety in Beckett¿s krapp¿s last tape and that time. Journal of Aging and Identity 1999; 4(1):13-31.