Aumenta infecção por HIV entre jovens homossexuais no Brasil
Segundo o Ministério da Saúde, até março de 2001, 26639 brasileiros entre 13 e 24 anos estavam contaminados pelo vírus da AIDS.

Apesar do total de casos estar estabilizado, entre homossexuais, o Ministério confirma tendência de aumento entre jovens de 15 a 24 anos: em 1993 foram registrados 415 casos entre adolescentes homossexuais; em 1998, 481 casos, o que representa aumento de 16%.

Entre os homossexuais com mais de 24 anos, o crescimento do índice de contaminação foi de 10%, no mesmo período.

De acordo com Paulo Teixeira, diretor do Programa Nacional de AIDS, o mais preocupante não são os números gerais, referentes aos homossexuais, mas a crescente proporção de jovens que adoece.

Esse aumento se deve, possivelmente, ao fato dessa geração não ter vivido a fase mais dramática da epidemia, ocorrida até seis anos atrás; também ao clima de otimismo decorrente dos bons resultados do "coquetel" de medicamentos, que transformou a AIDS numa doença crônica.

Não se deve descuidar, entretanto. Prevenção ainda é a melhor alternativa, sem dúvida.

Informe-se, através do quadro abaixo, para uma sexualidade sem riscos e responsável:

1.) Práticas seguras


•   Usar camisinha corretamente em relações sexuais (sempre!)
•   Fazer sexo sem penetração
•   Não compartilhar agulhas e seringas (usar agulhas e seringas descartáveis)
•   Entrar em contato com o suor
•   Beijar no rosto e na boca (sem ferimentos)
•   Abraçar
•   Compartilhar objetos pessoais (roupas, talheres, etc)
•   Compartilhas vasos sanitários
•   Compartilhar piscinas

2.) Práticas de risco


•   Felação (introdução do pênis na boca)
•   Sexo oral vaginal (boca na vagina)
•   Sexo oral anal (boca no ânus)

3.) Práticas de alto risco


•   Sexo anal (introdução do pênis no ânus)
•   Sexo vaginal (introdução do pênis na vagina)
•   Qualquer prática sexual que cause sangramento
•   Esperma ou sangue levado à boca durante o sexo oral

Fonte(s):


•   Jornal Folha de São Paulo - Caderno Folhateen, Reportagem de Fernanda Mena, 29/10/2001, p. 6-7.