Prevenção de doenças sexualmente transmissíveis
A forma mais segura e eficaz para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST) incluindo a AIDS é o uso do preservativo ("camisinha") em todas as relações sexuais, sempre! Quer seja na penetração vaginal, anal ou no sexo oral. A redução do número de parceiros sexuais pode também reduzir a chance de se contaminar com DSTs e AIDS, mas como medida acessória, pois nunca se deve dispensar o uso da "camisinha".

Matéria publicada pela Folha de São Paulo, em 13 de julho de 2001, comenta que foi solicitado pelo presidente do Quênia, Daniel Arap Moi, que a população se abstivesse de manter relações sexuais por dois anos, para conter o avanço da epidemia no país. Teoricamente esse seria o meio eficaz de se evitar DSTs e AIDS, mas quase inviável.

Por outro lado, as religiões praticadas no Quênia - cristãs e muçulmanas - condenam o uso da "camisinha". Vale lembrar que a própria Igreja Católica (que congrega a maioria dos brasileiros) se posiciona contra o uso do preservativo, uma vez que não aceita nenhum tipo de método contraceptivo.

Fonte(s):


•   Folha de São Paulo - Caderno MUNDO, pág. A8 de 13 de julho de 2001.